Asteróide de 150 metros passará perto da Terra na terça-feira

O objeto, conhecido como 2007 TU24, deverá chegar a 537 mil quilômetros do planeta, mais distante que a Lua

Associated Press,

26 de janeiro de 2008 | 16h55

Um asteróide de pelo menos 150 metros fará uma passagem pelas imediações da Terra na próxima semana, mas não há risco de colisão, informam cientistas.   O objeto, conhecido como 2007 TU24, deverá chegar a 537 mil quilômetros do planeta na terça-feira. A Lua está a cerca de 300 mil quilômetros.   O encontro deverá ser visível para telescópios de porte médio, disse o gerente o programa de objetos próximos da Terra do laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, Don Yeomans. Ele garante que a rocha espacial "não atingirá, e nem afetará, a Terra". Uma colisão com um corpo de proporções semelhantes ocorre, em média, a cada 37 mil anos.   Identificado em outubro de 2007, o asteróide tem de 150 a 610 metros de comprimento. Outro asteróide de tamanho semelhante deverá se aproximar da Terra em 2027.   Cientistas esperam usar os telescópios de radar Goldstone (EUA) e Arecibo (Porto Rico) para observar a passagem. Os dados permitirão determinar a composição e a taxa de rotação da pedra espacial.   Um dia depois da passagem do 2007 TU24 pela Terra, outro asteróide fará uma visita rápida a Marte. Esse corpo, 2007 WD5,  não colidirá com o planeta vermelho, mas deverá passar a mais de 25 mil quilômetros de distância.

Tudo o que sabemos sobre:
asteróidenasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.