Asteroide de 40 m de diâmetro passa de raspão sobre a Terra

Meteorito estava a distância 7 vezes menor da que separa planeta da Lua e poderia destruir uma cidade inteira

Efe

04 de março de 2009 | 08h01

O asteroide DD45, de entre 30 e 40 metros de diâmetro, passou na segunda-feira passada a 60 mil quilômetros do sudeste do Pacífico, sete vezes mais perto que a Lua, para surpresa dos astrônomos, que não esperavam que o meteorito se aproximasse tanto da Terra. "Nenhum objeto desse tamanho ou maior foi observado tão perto da Terra", disse Rob McNaught, cientista do observatório australiano de Siding Spring.  Veja também: Simulação mostra impacto de asteroide na Terra   O 2009 DD45 é o asteroide que mais se aproximou da Terra desde 1973, segundo o astrônomo Peter Brown da Universidade de Ontário, no Canadá, e tem tamanho similar ao que arrasou 2 mil quilômetros quadrados de floresta na Sibéria em 1908.McNaught, contratado pela agência espacial americana (Nasa), detectou o 2009 DD45 na sexta-feira à noite e determinou que não atingiria a Terra em sua trajetória "por pouco".Cerca de mil asteroides foram classificados como potencialmente perigosos em sua passagem pela Terra ao longo da história.Segundo McNaught, a probabilidade de que um meteorito de mais de um quilômetro de diâmetro impacte contra a Terra é de uma em cada vários milhões de anos. Já a possibilidade de que um de menor tamanho atinja o planeta, mas com capacidade de pôr em perigo uma cidade inteira, é de "uma em cada 100 anos".

Tudo o que sabemos sobre:
Asteroides

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.