JPL-Caltech/NASA via The New York Times
JPL-Caltech/NASA via The New York Times

Asteroide gigante vai 'passar perto' da Terra nesta terça; saiba como acompanhar

Nasa afirma que asteroide vai passar a uma distância de 2 milhões de quilômetros do planeta, a maior proximidade prevista para os próximos dois séculos. Previsão é de que não será possível vê-lo a olho nu

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2022 | 18h05

Um asteroide de aproximadamente um quilômetro de largura irá passar perto da Terra no começo da noite desta terça-feira, 18. O horário previsto para estar mais próximo durante a trajetória é às 18h50 (horário de Brasília), numa distância de aproximadamente dois milhões de quilômetros do planeta, segundo a Agência Espacial Americana (Nasa). Essa é a maior proximidade prevista para os próximos dois séculos.

O objeto recebeu o nome de 7482 (1994 PC1) e deve passar a uma velocidade de a uma velocidade de 76.192 km/h. A Nasa informou que ele não vai poder ser visto a olho nu. É possível monitorar a trajetória do asteroide pelo portal “Eyes on Asteroids“, da Nasa, ou com telescópios.

Para ser considerado um objeto que "se aproximou da Terra", o objeto espacial deve passar a uma distância de, pelo menos, 48 milhões de quilômetros. Apesar dessa consideração, não há risco de colisão com o planeta. 

Embora seja considerado grande para um objeto espacial, ele não é o maior que já se aproximou da Terra. Em 2017, o asteroide 3122 Florence (1981 ET3) tinha dimensões entre 4 e 84 quilômetros de largura e sobrevoou a Terra no dia 1º de setembro de 2017. Ele deve fazer outra passagem em 2057.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
asteroideastronomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.