Asteróide passa perto, mas não é percebido

Um asteróide grande o bastante para destruir uma cidade de médio porte passou a 463.000 quilômetros da Terra e só foi notado pelos astrônomos quatro dias depois.O asteróide de aproximadamente 50 metros veio da direção do sol, fato que dificultou sua visualização por parte dos especialistas. O corpo celeste passou pela Terra em 8 de março, mas foi visto apenas no dia 12, quando já se distanciava do planeta.Gareth Williams, um cientista do Centro de Planetas Menores da União Astronômica Internacional em Cambridge, no Estado norte-americano de Massachusetts, auxiliou na observação do asteróide após sua passagem.Em termos espaciais, o asteróide passou raspando pela Terra. Para se ter uma idéia, a Lua está a 402.000 quilômetros da superfície terrestre. "Agora precisamos aprender a detectar esses objetos quando eles vierem da direção do sol", comentou Williams em entrevista ao jornal Florida Today.Desta forma, os astrônomos poderão determinar rapidamente a órbita do asteróide e prever se o corpo celeste atingirá ou não a Terra. Um objeto de tamanho similar arrasou uma faixa de 32 quilômetros da floresta siberiana em 1908.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.