Asteróide pode chocar-se com a Terra em 2019

Os astrônomos estão observando minuciosamente um asteróide recém-descoberto, de quase 2 km de diâmetro, para determinar se ele se chocará contra a Terra. Cálculos inicias indicam que existe uma mínima possibilidade de o asteróide 2002 NT7 chocar-se contra a Terra, em 1º de fevereiro de 2019. Mas os especialistas disseram nesta quarta-feira que os cálculos são ainda preliminares, embora o risco seja mínimo. O objeto foi detectado em 9 de julho pelo Projeto Lincoln de Investigação de Asteróides Próximos à Terra, no Novo México. Sua órbita em torno do Sol se completa a cada 837 dias e os cientistas da NASA prognosticaram que sua passagem poderia coincidir com a órbita terrestre. Mas acrescentaram que as observações nos próximos meses os ajudarão a determinar o trajeto com maior precisão. O programa de Objetos Próximos à Terra da NASA atribuiu ao asteróide a classificação "1" na escala Torino de riscos de impacto, que corresponde a "episódios que merecem cuidadosa observação", mas não preocupação.

Agencia Estado,

24 de julho de 2002 | 14h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.