Asteróides teriam levado água a Marte

Marte nunca teve oceanos, como sugerem alguns pesquisadores, mas sempre foi um planeta frio eseco que sofreu o impacto de asteróides carregados de água que teriam causado chuvas escaldantes e moldado vales e gargantas,diz um novo estudo. Segundo esta teoria, o Planeta Vermelho é um lugar mais inóspito do que acreditam muitos.O estudo, publicado esta semana pela revista Science, joga nova luz sobre o debate entre os pesquisadores de Marte sobrequanta água existiria no planeta, onde está esta água e como se formou o intrincado labirinto de vales, leitos de rio e deltas.Utilizando fotos de Marte e modelos simulados por computador, pesquisadores da Universidade de Boulder, Colorado, concluíram que enormes asteróides bateram em Marte há 3,6 bilhões de anos, trazendo consigo vastas quantidades de água e causando poderosas ondas de choques que derreteram os depósitos subterrâneos degelo.Owen B. Toon, principal autor do estudo, disse que pelo menos 25 crateras detectadas em Marte foram abertas por asteróides de 100 a 240 quilômetros de diâmetro que bateram contra suasuperfície.Além disso, teria ocorrido uma explosão de temperatura elevadíssima, que teria coberto todo o planeta com uma camada de rocha derretida de muitos metros de espessura. "A atmosfera devia estar mais quente do que um forno. Quando aágua foi liberada da atmosfera, ela caiu na forma de uma chuva escaldante", explica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.