Astronauta milionário está de volta à terra

Como estava previsto, a nave espacial russa Soyuz TMA-7, com dois astronautas e o turista espacial americano Gregory Olsen a bordo, aterrissou com sucesso nas instalações espaciais russas no Casaquistão às 23 horas, de Brasília de segunda-feira, confirmou a Nasa (agência espacial americana. A visita de Olsen à ISS é a terceira feita por um civil à ISS.A Soyuz cobriu em cerca de três horas e meia um percurso de cerca de 400 quilômetros da Estação Espacial Internacional até a pista de pouso.O multimilionário, junto com o astronauta americano William McArthur e o russo Valery Tokarev, decolou da base de lançamento de Baikonur, no Casaquistão, em 1º de outubro passado. A nave se acoplou à ISS dois dias depois.McArthur e Tokarev ficarão no espaço em uma missão de seis meses, enquanto Olsen voltou com John Phillips e Sergei Krikalev, que estavam no espaço desde abril.Olsen, de 60 anos, é um cientista especialista em ótica e cristalografia que aproveitou sua aventura na ISS para realizar experimentos com equipamentos fabricados por sua empresa."Não sou um turista, me preparei muito seriamente para esta viagem e sou um integrante a mais da tripulação", declarou em entrevista coletiva antes da viagem espacial.Em virtude do contrato assinado entre a agência espacial russa e a companhia americana Aventuras Espaciais, Olsen pode ter pago até US$ 20 milhões pela viagem.O milionário americano, que fez sua fortuna desenvolvendo câmeras e sensores infravermelhos, tentou viajar à ISS no ano passado, mas, após vários meses de treinamentos na Rússia, foi impedido por uma comissão médica.Neste ano, ele se apresentou de novo, e conseguiu convencer outra comissão médica de que estava em condições para a aventura, que ele mesmo definiu como "o maior sonho" de sua vida.O primeiro turista espacial da história foi o multimilionário californiano Dennis Tito, que viajou ao espaço em maio de 2001. O segundo foi o sul-africano Marc Shuttleworth, que fez testes científicos relacionadas à aids na estação espacial.O quarto deverá ser um milionário japonês, como anunciou hoje Alexei Krasnov, chefe do programa de vôos da Agência Espacial Russa."Já temos um quarto candidato a turista espacial, que passou nos testes médicos. É um empresário japonês", destacou Krasnov, citado pela agência RIA-Novosti.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2005 | 00h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.