Astronauta que passou mal toma parte em caminhada espacial

Hans Schlegel recusou-se a divulgar a causa da indisposição que o impediu participar da primeira caminhada

Associated Press,

13 de fevereiro de 2008 | 15h51

O astronauta alemão Hans Schlegel flutuou para fora da Estação Espacial Internacional (ISS) para realizar sua primeira caminhada pelo lado de fora da base orbital nesta quarta-feira, 13, depois que uma indisposição fez com que fosse substituído na operação realizada segunda, para instalação do laboratório Columbus.   Schlegel e o americano Rex Walheim deixaram a escotilha da ISS minutos antes de a estação sobrevoar Colônia, na Alemanha. Eles passarão as próximas horas trocando um tanque de nitrogênio que é parte do sistema de refrigeração da base.   Em diversas transmissões realizadas na terça-feira, Schlegel disse estar se sentindo ótimo, mas se mostrava um pouco ansioso em relação a sua primeira atividade do lado de fora dos compartimentos pressurizados da ISS. ele se recusou a explicar qual havia sido seu problema de saúde, afirmando que "questões de saúde são particulares".   A Nasa e a Agência Espacial Européia (ESA) deixaram claro que não havia mudanças na caminhada espacial, programada para durar 6h30min, por conta do astronauta alemão, e que ele fará tudo para que foi treinado na Terra. Ninguém se opôs a destacá-lo para a caminhada, informaram autoridades.   Schlegel, de  56 anos, e os nove outros astronautas que se encontram na estação - os três da tripulação permanente e os demais que chegaram a bordo do ônibus espacial Atlantis - passaram a terça-feira abrindo o Columbus e ativando os equipamentos a bordo. O trabalho prossegue nesta quarta.   Usando óculos especiais contra poeira e outros fragmentos, os astronautas abriram armários para retirar equipamento, ligaram computadores, aquecedores e ventiladores. Alguns sistemas tiveram problemas de inicialização, mas nada além do normal, segundo a Nasa.

Tudo o que sabemos sobre:
estação espacialnasaisscolumbus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.