Astronautas da ISS concluem segunda caminhada espacial

Endeavour ficará acoplada até hoje, dia em que completa dez anos do lançamento do módulo russo Zarya

Efe,

21 de novembro de 2008 | 04h36

Os astronautas Shane Kimbrough e Heidemarie Stefanyshyn-Piper concluíram a segunda de quatro caminhadas espaciais em torno da Estação Espacial Internacional (ISS). A "Endeavour" ficará acoplada à ISS até hoje, dia em que completa dez anos do lançamento do módulo russo "Zarya", que deu início a essa estação espacial. Enquanto a "Endeavour" e a ISS viajavam acopladas a mais de 26 mil km/h, os dois astronautas americanos retornaram ao compartimento Quest às 22h43 (Brasília), depois de 6h48min de trabalho. "Bem-vindos. Muito bom trabalho. Foi excelente", assinalou o controle da missão, no Centro Johnson de Vôos Espaciais da Nasa em Houston (Texas). O fim da caminhada teve de ser antecipado em alguns minutos porque um alarme disparou no traje espacial de Stefanyshyn-Piper acusando um nível mais alto que o previsto de dióxido de carbono, segundo o controle. A primeira tarefa de Stefanyshyn-Piper foi inspecionar uma velha mancha em um cabo que passa energia e dados entre a estação e o carrinho. "Parece uma marca negra", disse o astronauta no controle da missão no Centro Espacial Johnson, de Houston, que tinha detectado a mancha e queria saber do que se tratava. Kimborough se segurou ao braço robótico "Canadarm2" da ISS, operado pelos astronautas Sandra Magnus e Don Pettit de dentro do laboratório orbital, um projeto de US$ 100 bilhões e que conta com a participação de 16 nações. Eles ainda terão outras tarefas que incluem a lubrificação de parte do braço robótico, de fabricação canadense, e a continuação de limpeza e lubrificação de uma junta rotatória de painéis solares. Há dois dias, Stefanyshyn-Piper e Steve Bowen completaram a primeira das quatro caminhadas previstas na missão, durante a qual substituíram um tanque de hidrogênio e limparam uma junta rotatória situada no lado de boreste da ISS. Nessa operação, o único incidente ocorreu quando Stefanyshyn-Piper soltou a bolsa na qual levava ferramentas e lubrificantes, que caiu no vazio sem que pudesse ser recuperada. A nave "Endeavour" foi acoplada à ISS no domingo passado, cerca de 350 quilômetros da Terra em uma missão cujo principal propósito é ampliar a capacidade do complexo para que abrigue até seis astronautas a partir do ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
ISSEndeavourespaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.