Astronautas fazem reparos do lado de fora da estação espacial

Uma dupla de astronautas flutuou do lado de fora da Estação Espacial Internacional nesta terça-feira para um trabalho de manutenção de seis horas, que incluiu armazenar uma antiga bomba de resfriamento.

REUTERS

07 Outubro 2014 | 19h44

Os engenheiros de voo Reid Wiseman, da Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa), e Alexander Gerst, da Agência Espacial Europeia, saíram da câmara de compressão Quest perto das 9h50 (horário de Brasília), o primeiro passeio espacial de ambos, como mostrou a televisão da Nasa.

Seu objetivo principal era concluir um trabalho iniciado em dezembro substituindo uma bomba de resfriamento de amônia defeituosa.

“Bom trabalho hoje, pessoal. Saíram-se muito bem nas tarefas”, disse pelo rádio o astronauta Doug Wheelock, da Nasa, do Controle da Missão em Houston, no Estado norte-americano do Texas, aos colegas enquanto voltavam à câmara de compressão da estação seis horas depois.

A antiga unidade de resfriamento foi retirada e uma sobressalente foi instalada durante duas caminhadas espaciais em dezembro, mas a equipe de manutenção ficou sem tempo para colocar o módulo defeituoso no compartimento de armazenagem para que seja eventualmente consertado e reutilizado.

Uma segunda saída de Wiseman e Wilmore está marcada para 15 de outubro, quando deverão trocar um componente defeituoso de um regulador de voltagem que é parte do sistema de energia solar da estação.

(Reportagem de Irene Klotz, em Portland)

Mais conteúdo sobre:
CIENCIA ASTRONAUTA ESPACO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.