Astronautas instalam equipamento no exterior da estação espacial

Um astronauta norte-americano e um cosmonauta russo completaram uma caminhada espacial de cinco horas e meia do lado de fora da Estação Espacial Internacional, nesta terça-feira, para instalar um equipamento que monitora as condições em volta do posto orbital. Os engenheiros acreditam que mudanças elétricas geraram faíscas que fizeram com que as cápsulas russas que retornavam à Terra pousassem fora de seu curso de forma brusca, durante duas viagens de volta do espaço em outubro de 2007 e abril de 2008. Controladores de vôo fizeram uma caminhada espacial em julho para desconectar um equipamento suspeito da cápsula Soyuz, contornado o problema antes do pouso de outubro. Em busca de mais dados, os controladores de vôo russos mandaram, na segunda-feira, o comandante da estação, Michael Fincke, veterano com quatro saídas ao espaço, e o engenheiro de vôo Yuru Lonchakov, que fez sua primeira saída, para instalar um monitor de campos elétricos perto de onde as cápsulas Soyuz estacionam. "Há uma nuvem elétrica circulando a estação o tempo todo. Então, a própria estação gera eletricidade", diz o vice-chefe do programa, Kirk Shireman, a repórteres, na semana passada. Fincke e Lonchakov completaram rapidamente a primeira tarefa de sua missão e, então, instalarams dois experimentos científicos do lado de fora do módulo da estação. Mas, quando chegou a hora de testar o novo equipamento, os controladores não conseguiram acessar nenhum dado. Com o tempo se esgotando, os diretores do vôo disseram aos homens para retirar um dos experimentos e voltar para a câmara de compressão. "Fizemos o que pudemos", disse Fincke, falando russo.

IRENE KLOTZ, REUTERS

23 de dezembro de 2008 | 10h42

Tudo o que sabemos sobre:
ESPACOPASSEIOINSTALACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.