Astronautas instalam módulo russo na Estação Espacial

O astronauta Garrett Reisman operou o braço robótico, manobrando o módulo

Associated Press

18 Maio 2010 | 14h02

O astronauta Garrett Reisman fotografa a face espelhada de seu capacete. Nasa/AP

 

Os astronautas do ônibus espacial Atlantis conectaram um compartimento russo á Estação Espacial Internacional (ISS) nesta terça-feira, 18, usando um braço robótico para conduzir o aposento de 6 metros ao seu destino final. A câmara vai dobrar nas funções de armário e minilaboratório.

 

Esta é a primeira vez, nos 12 anos da ISS, que a Nasa cuida da instalação de uma seção russa da ISS. Normalmente, as partes de responsabilidade da Rússia acoplam-se automaticamente. Foi assim que outro módulo russo se integrou á estação em novembro de 2009.

 

O astronauta Garrett Reisman operou o braço robótico, manobrando o módulo com tanta precisão que o primeiro sensor de captura sequer foi ativado. "Ele foi bem pelo veio e fez o buraco numa tacada só", disse o controle de missão. Reisman contou com a ajuda de Piers Sellers.

 

Os seis ocupantes da ISS - principalmente os três russos - ficaram entusiasmados com a adição. O comandante Oleg Kotov agradeceu à Nasa pela entrega do Rassvet, ou "Alvorada".

 

O acréscimo faz com que a obra de construção da ISS esteja 98% completa, em termos de volume habitável, e 93% em termos de estrutura. Sua massa supera as 370 toneladas.

 

A parte da construção que cabe à Nasa está praticamente encerrada. Apenas duas missões de ônibus espaciais ainda serão realizadas. A missão atual é a última prevista para o ônibus espacial Atlantis.

Mais conteúdo sobre:
nasa estação espacial atlantis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.