Astronautas instalam novo laboratório espacial japonês

Astronautas transportaram estantes dotamanho de geladeiras mas sem peso para o novo laboratório depesquisas espaciais japonês Kibo nesta quinta-feira, enquantooutros dois tripulantes instalavam câmeras e outrosequipamentos na parte externa da estação espacialinternacional. A operação, que começou pouco depois das 12h (horário deBrasília), é a segunda das três planejadas durante a visita doônibus espacial Discovery para a realização de serviços ereparos na estação. O ônibus espacial, que chegou na segunda-feira, carregavasuprimentos e materiais, incluindo uma nova bomba para o vasosanitário quebrado da estação. O vaso estava funcionando bem, disse a diretora de vôo daestação espacial Emily Nelson nesta quinta-feira. Kibo, um cilindro de 11 metros de comprimento do tamanho deum ônibus turístico, é o maior dos três laboratórios daestação. Pesando mais de 16 toneladas, ele foi lançado com aDiscovery com apenas quatro de suas 23 prateleiras originais.Mais oito componentes já estão a bordo da estação, e chegaramem um compartimento de depósito lançado pela Nasa em março. Flutuando livremente pelo espaçoso compartimento,astronautas lutaram para conseguir uma posição para fixar ovolumoso equipamento. Enquanto isso, os astronautas Michael Fossum e Ronald Garandeixaram a cabine da estação para começar mais de seis horas detrabalhos no exterior do novo laboratório. Serão fixadas duas câmeras de televisão que serão usadaspara guiar os braços robóticos do Kibo. O laboratório tem umavaranda, que será lançada no ano que vem, para abrigarexperimentos científicos e telescópios no ambiente aberto doespaço.

IRENE KLOTZ, REUTERS

05 de junho de 2008 | 15h11

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAASTRONAUTASKIBO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.