Astronautas saem do Discovery para testar reparos

Astronautas do ônibus espacial Discovery realizaram, neste sábado, a primeira expedição fora da nave desde que ela foi lançada, há quatro dias. O japonês Soichi Noguchi e o norte-americano Steve Robinson saíram para o espaço para, entre outras tarefas, testar as ferramentas e os recursos de reparo do ônibus espacial.Enquanto isso, a Nasa segue analisando imagens para investigar possíveis danos provocados pelo descolamento de um pedaço de espuma durante o lançamento do Discovery.Noguchi e Robinson, estreantes no chamado "spacewalking" (passeio no espaço), testaram os métodos de reparo do revestimento que faz parte do sistema de aquecimento da nave, além de reestabelecer o fornecimento de energia a um giroscópio que havia falhado.Noguchi simulou uma técnica de reparo que aplica uma pasta granulada ao revestimento e Robinson trabalhou com um kit de ferramentas sobre os painéis que cobrem partes da asa, do bico e de outras áreas da nave que estão expostas a um maior aquecimento.Na sexta-feira, os astronautas começaram a se preparar para a saída ao espaço, inalando oxigênio puro por uma hora. O objetivo do exercício é eliminar nitrogênio da circulação sanguínea, o que ajuda a proteger o organismo fora da nave. A tripulação do Discovery também diminuiu a pressão na cabine para ajudar os astronautas a se acostumarem com o ambiente que encontram quando estão com suas roupas espaciais.Estão programadas três saídas ao espaço durante a viagem do Discovery. A missão espacial deve se prolongar por mais um dia, além dos 12 previstos originalmente, em resposta a um pedido feito pela Estação Espacial Internacional por ajuda com tarefas suplementares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.