Astronautas trocam o lixo da estação Alpha

Astronautas recolheram neste domingo o lixo da estação espacial internacional Alpha, acumulado por causa da suspensão dos vôos de ônibus espaciais americanos depois da tragédia com o Columbia, em fevereiro de 2003. Depois da coleta, os homens do espaço começaram então a transferir suprimentos levados pelo Discovery. Amanhã, os astronautas deverão protagonizar a segunda caminhada espacial da atual missão.O Discovery, que acoplou com a Alpha na quinta-feira, é o primeiro ônibus espacial americano colocado em órbita desde o acidente com o Columbia. Um dos objetivos da missão é reabastecer a estação e coletar o lixo acumulado nos últimos dois anos e meio. "É como limpar o armário ou a garagem", comparou Mark Ferring, diretor de vôo da estação. "É um trabalho e tanto."O Discovery levou um carregamento de 13,6 toneladas em suprimentos para a Alpha. Estima-se que o ônibus espacial regressará à Terra com 11,8 toneladas de lixo e equipamentos supérfluos.Adiamento Hoje, quando os dois tripulantes da Alpha despertaram, eles receberam a notícia de que os sete hóspedes levados ao espaço pelo Discovery permanecerão em órbita um dia além do previsto. "Espero que isso não seja considerado como as famílias que perdem um vôo no aeroporto e precisam esperar mais um dia", brincou Charles Hobaugh, outro funcionário do controle da missão da estação, ao dar a notícia aos tripulantes via rádio.O 13º dia de missão foi aprovado na noite de ontem, apenas alguns dias depois de a Nasa ter decidido adiar provisoriamente futuras missões espaciais por causa do desprendimento de uma placa de espuma isolante do tanque de combustível do Discovery.Um incidente similar é apontado como responsável pela tragédia com o Columbia, apesar de especialistas considerarem que a placa que desprendeu-se do Discovery não causará nenhum problema durante a reentrada na atmosfera, agora prevista para 8 de agosto.

Agencia Estado,

31 de julho de 2005 | 12h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.