Astronautas vão remover uma tonelada de lixo da ISS

Os astronautas da Estação Espacial Internacional (ISS) retirarão do local mais de uma tonelada de lixo e equipamentos inutilizados acumulados a bordo, informou nesta segunda-feira o Centro de Controle de Vôos Espaciais da Rússia."Serguei Krikaliov (Rússia) e John Philips (EUA) começarão nesta segunda-feira a carregar a nave Progress M-52 com resíduos e equipamentos fora de uso", afirmou Valeri Lindin, porta-voz do centro russo, à agência Itar-Tass.Segundo Lindin, será um trabalho muito cansativo, porque os astronautas deverão carregar um a um bolsas e instrumentos acumulados na estação espacial, onde já começa a faltar lugar."A estação está sobrecarregada e os astronautas já ocuparam todos os espaços possíveis com equipamentos à espera das naves americanas", afirmou Lindin, referindo-se a instrumentos e equipamentos fora de uso, mas que ainda podem ser recuperados.Entre estes equipamentos, Lindin citou vários trajes americanos para caminhadas espaciais e dez sistemas "Kurs", que são instalados nas naves russas para efetuar o acoplamento automático com a ISS.Os trajes espaciais, os sistemas "Kurs" e outros instrumentos poderão ser reutilizados após sua reciclagem na Terra. Mas isto só será possível após o restabelecimento dos vôos dos ônibus espaciais da Nasa, os únicos capazes de transportar cargas de considerável peso e tamanho entre a órbita e a Terra.Lindin acrescentou que o cargueiro Progress M-52, cheio de lixo, se soltará da ISS para ser afundado em uma região afastada do OceanoPacífico o próximo dia 16.O dique na ISS que será desocupado pelo Progress M-52 será ocupado pelo Progress M-53, que será acoplado no próximo dia 19 à ISS com 2,5 toneladas de carga vital para os cosmonautas e a estação espacial.

Agencia Estado,

06 de junho de 2005 | 11h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.