Astrônomos acham molécula de açúcar no espaço

Astrônomos norteamericanos descobriram um reservatório frio de moléculas simples de açúcar numa nuvem de gás e poeira na região central da Via Láctea. O trabalho do Observatório Nacional de Radioastronomia, no Novo México, foi publicado na revista Astrophysical Journal Letters.As moléculas simples de glicoaldeído dão algumas pistas sobre como teriam se formado os blocos moleculares necessários para a geração da vida, primeiro no espaço estelar e depois na Terra. Cada molécula é composta por oito átomos: dois de carbono, dois de oxigênio e quatro de hidrogênio.Este tipo de molécula também é conhecido como açúcar bicarbonatado, que pode reagir com moléculas de açúcar com três átomos de carbono, formando ribosas. As moléculas de ribosa (com cinco átomos de carbono) formam a estrutura básica das moléculas de DNA e RNA, portadoras dos códigos genéticos dos organismos vivos.Moléculas de glicoaldeído foram localizadas na mesma nuvem, no ano 2000, mas em uma região mais quente. A nova descoberta mostra que o açúcar bicarbonatado resiste a uma temperatura de 8 graus sobre zero absoluto (-273,15ºC), na qual todo movimento molecular é paralisado.O reservatório se encontra a 26 mil anos-luz da Terra e foi localizado com um supertelescópio. A nuvem em que ele se encontra é de um tipo que contém matéria-prima a partir da qual ser formam estrelas.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2004 | 16h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.