Astrônomos descobrem possível 'elo perdido' dos cometas

O corpo está num ângulo de 104º em relação ao plano da órbita dos planetas e orbita no sentido contrário

da Redação,

05 de setembro de 2008 | 19h24

Uma equipe internacional de cientistas descobriu um objeto que gira em torno do Sol no sentido contrário ao dos planetas que orbitam a estrela e num plano quase perpendicular ao restante do Sistema Solar. A descoberta, diz um dos autores da descoberta, o canadense Brett Gladman, da Universidade de British Columbia, pode ajudar a explicar a origem de uma classe de cometas.   Esta é a primeira descoberta do tipo. O corpo está num ângulo de 104º em relação ao plano da órbita dos planetas e traça sua rota pelo espaço no sentido contrário. Composto de gelo e rocha, o corpo, chamado 2008 KV42, foi classificado como um objeto transnetuniano, pois sua órbita é mais larga que a do planeta Netuno. Tem cerca de 50 km de diâmetro e está 35 vezes mais distante do Sol que a Terra. Ele pode ser a primeira evidência concreta a ligar a chamada nuvem de Oort - uma esfera de detritos espaciais que envolve o Sistema Solar - à origem de cometas como o Halley.

Tudo o que sabemos sobre:
cometaasteróide

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.