Atlantis deixa Estação Espacial; Endeavour prepara lançamento

Nasa planeja seis missões com ônibus espaciais neste ano, uma delas para a manutenção do telescópio Hubble

Reuters,

18 de fevereiro de 2008 | 10h14

O ônibus espacial Atlantis partiu nesta segunda-feira, 18, da Estação Espacial Internacional com destino à Terra, deixando para trás um novo tripulante e o primeiro laboratório orbital permanente da Europa.        Veja também: Caminhada espacial instala observatório solar na ISS Enquanto o piloto Alan Poindexter manobrava para deixar a Estação, outro ônibus espacial, o Endeavour, era levado para sua plataforma de lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, de onde deve decolar em 11 de março levando a primeira parte do laboratório espacial japonês Kibo. "Só queremos agradecer por serem ótimos anfitriões", disse por rádio o comandante do Atlantis, Stephen Frick, a comandante da Estação, Peggy Whitson, na hora da partida. "Passamos muito bem. Aprendemos muito. Muito obrigado." A Nasa planeja seis missões com ônibus espaciais neste ano, sendo uma delas para a manutenção do telescópio espacial Hubble. A agência tem uma ordem presidencial para concluir a construção da Estação Espacial antes de aposentar os ônibus, em setembro de 2010. Em nove dias de missão, os astronautas do Atlantis entregaram e instalaram o laboratório europeu Columbus, que custou US$ 1,9 bilhão, superando um atraso de seis anos provocado em parte pelo acidente de 2003 com o ônibus Columbia. Em três saídas ao espaço, os astronautas também instalaram um novo tanque de gás nitrogênio para o sistema de refrigeração da Estação e dois experimentos científicos na parte externa do novo laboratório europeu. O Atlantis deixou a estação às 6h24 - horário de Brasília - e deve pousar às 11h07 de quarta-feira, 20, na Flórida, às 9h07 - horário local. Dependendo das condições climáticas, o pouso pode ser transferido para pistas auxiliares na Califórnia. A bordo do Atlantis viaja o engenheiro de vôo da Estação Dan Tani, cuja permanência no espaço foi prorrogada por causa do adiamento na missão do ônibus de dezembro para fevereiro, em consequência de um defeito num sensor de combustível. Na emotiva cerimônia de despedida dos colegas da Estação, no domingo, 17, Tani foi novamente lembrado de que sua mãe, morta aos 90 anos num acidente de carro, durante sua estada na Estação, não estará presente para recebê-lo. "Ela foi minha inspiração", disse Tani. O francês Leopold Eyharts substituiu Tani e será responsável pelas experiências do Columbus. Ele regressa à Terra com o Endeavour, que deve chegar ao entreposto orbital no próximo dia 13.  

Tudo o que sabemos sobre:
AtlantisEndeavourISSNasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.