Atlantis prepara-se para a última missão de upgrade do Hubble

Após o desastre do ônibus espacial Columbia, em 2003, a Nasa chegou a cogitar abandonar o Hubble

Carlos Orsi, do estadao.com.br,

04 de setembro de 2008 | 14h46

O ônibus espacial Atlantis iniciou na manhã desta quinta-feira, 4, uma jornada de seis horas até a base de lançamento da onde partirá, no início de outubro, para a última missão de manutenção do Telescópio Espacial Hubble, que será substituído, em 2013, pelo James Webb.   Após o desastre do ônibus espacial Columbia, em 2003, a Nasa chegou a cogitar  abandonar o Hubble, considerando que enviar astronautas para realizar reparos no telescópio seria arriscado demais. Uma forte reação negativa do público levou a agência a cogitar a realização de uma manutenção por controle remoto, com o envio de robôs e, finalmente, a marcar a missão STS-125, que levará sete astronautas ao Hubble.   A agência espacial informa que a missão passou por uma revisão e agora é considerada segura. Mesmo assim, o ônibus espacial Endeavour será mantido como reserva, em uma base de lançamento, para um eventual resgate da tripulação do Atlantis.   Estão planejadas cinco caminhadas espaciais para realizar a manutenção, que deverá manter o Hubble funcional até a chegada do Webb ao espaço. Segundo a Nasa, o telescópio receberá atualizações que aumentarão sua capacidade de realizar descobertas científicas "de dez a 70 vezes".

Tudo o que sabemos sobre:
atlantishubblenasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.