Divulgação/Australian Government
Divulgação/Australian Government

Austrália apresenta 'olho biônico' que poderá devolver visão a pessoas cegas

Implante no globo ocular é plugado em câmera que transmite imagem para dentro da retina

Efe

30 Março 2010 | 11h13

O Governo da Austrália apresentou nesta terça-feira, 30, um protótipo de "olho biônico", cujos responsáveis esperam que seja capaz de devolver a vista a muitos cegos, naquele que seria o maior marco desde o desenvolvimento do alfabeto Braille.

 

A iniciativa, na qual Canberra investiu 42 milhões de dólares australianos (US$ 38,6 milhões), "pode ser um dos avanços médicos mais importantes de nossa geração", afirmou o primeiro-ministro, Kevin Rudd.

 

"O projeto do olho biônico permitirá à Austrália se manter na vanguarda desta linha de investigação e comercialização, e pode devolver a vista a milhares de pessoas no mundo todo", disse Rudd.

 

Segundo os cientistas australianos, a invenção se implanta parcialmente no globo ocular e foi projetada para pacientes que sofrem uma perda de visão degenerativa e hereditária causada por uma condição genética conhecida como retinitis pigmentosa.

 

O "olho biônico" dispõe de uma pequena câmera, colocada sobre uma lente, que captura imagens e as envia a um processador que pode ser guardado no bolso.

 

O dispositivo transmite um sinal à unidade dentro da retina, que estimula os neurônios vivos dentro desta, mandando as imagens ao cérebro.

 

Os usuários do sistema não voltarão a ter vista perfeita, mas espera-se que possam ser capazes de distinguir pontos de luz que o cérebro poderá transformar em imagens.

Mais conteúdo sobre:
olho bionico Australia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.