Australianos descobrem mini-galáxias

Uma equipe internacional de astrônomos, liderados por cientistas australianos revelou a existência de um novo tipo de pequenas galáxias, segundo divulgado na revista Nature.As novas galáxias ?anãs ultracompactas? são quase mil vezes menores que a via láctea e tem uma extensão transversal de menos de 100 anos luz.Os cientistas já conheciam esta formação, mas acreditavam se tratar de estrelas próximas. No entanto, são galaxias que contém cerca de dez milhões de estrelas.A pesquisa começou com um telescópio de quase quatro metros na Austrália, mas somente o telescópio espacial Hubble pode determinar a extensão real das mini-galáxias.No início, segundo os cientistas, as galáxias, que estão a cerca de 60 milhões de anos luz da Terra, eram maiores e tinha um núcleo compacto, circundado por uma nebulosa.

Agencia Estado,

29 de maio de 2003 | 14h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.