Austronautas da ISS podem ter problemas em volta para Terra

Parte da tripulação da Estação EspacialInternacional (ISS) pode deparar-se com uma volta acidentadapara a Terra porque sua cápsula de reentrada possui o mesmodefeito que provocou problemas nas últimas duas aterrissagens,afirmou um membro do setor espacial da Rússia. A agência espacial russa não quis fazer comentários sobreos problemas técnicos, mas disse que a cápsula Soyuz-TMA erasegura para transportar os cosmonautas russos Sergei Volkov eOleg Kononenko além do turista espacial norte-americano RichardGarriott, em outubro. Dúvidas surgiram a respeito da segurança da Soyuz porque asúltimas duas reentradas não transcorreram segundo o planejado:essas foram aterrissagens "balísticas", conforme se costumadizer. O ingresso delas na atmosfera deu-se em um ângulo maisacentuado do que o usual. No último episódio desse tipo, em abril, a astronautanorte-americana Peggy Whitson, o sul-coreano Yi So-yeon e orusso Yuri Melenchenko pousaram cerca de 420 quilômetros forado local previsto e viram-se submetidos a uma forçagravitacional duas vezes maior do que a esperada. O membro do setor espacial da Rússia, que não quis ter suaidentidade revelada, afirmou à Reuters que parafusosdefeituosos poderiam ter provocado as últimas duas"aterrissagens balísticas" e esses mesmos dispositivos estãopresentes na cápsula de reentrada atualmente acoplada à ISS. "Esses são parafusos explosivos que mantêm dois módulospresos à cápsula Soyuz", afirmou a fonte. "Eles foram feitospara explodir pouco antes da reentrada na atmosfera terrestre." "Por algum motivo, eles não funcionaram (nas duasreentradas anteriores), apesar de os módulos terem ao final sedesprendido. O ruim é que um outro Soyuz-TMA supostamenteequipado com esses parafusos encontra-se acoplado à ISS a fimde fazer a viagem de volta", disse. A Roskosmos, agência espacial russa, não quis manifestar-sesobre o assunto. Uma investigação foi iniciada para descobrir oque ocorreu nas últimas duas reentradas, mas os resultados delacontinuam sem serem divulgados.

DMITRY SOLOVYOV, REUTERS

23 de maio de 2008 | 13h42

Tudo o que sabemos sobre:
ESPACOSOYUZDEFEITO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.