Autor de "O Ambientalista cético" é acusado de desonesto

O autor do livro ?O ambientalista cético?, Bjorn Lomborg, conhecido por suas acusações contra organizações não governamentais e por desmentir estudos de degradação ambiental, foi considerado desonesto, numa decisão recém publicada pelo Comitê Dinamarquês de Desonestidade Científica, com base em reuniões deliberativas realizadas em setembro, outubro e dezembro de 2002. De acordo com a decisão, ao apresentar seu livro como uma publicação científica e não apenas uma obra com o objetivo de gerar polêmica, o autor ?agiu claramente em desacordo com a boa prática científica?. O comitê ainda considerou que o nível de ?perversão da mensagem científica? é de tal ordem, que justifica sua classificação como uma publicação desonesta, sem concluir, no entanto, se Lomborg deliberadamente enganou o público ou agiu com grave negligência. A íntegra da decisão do comitê pode ser consultada, em inglês, no site http://www.forsk.dk/uvvu/nyt/udtaldebat/bl_decision.htm.O livro foi lançado internacionalmente pela Cambridge University Press, em 2001, com base na monografia originalmente escrita em dinamarquês, em 1998, entitulada "Verdens sande tilstand" (ou literalmente: "O verdadeiro Estado do Mundo"). Existe uma versão em português, editada no Brasil.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2003 | 17h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.