Avião atinge velocidade 10 vezes superior à do som

O avião experimental X-43A, da Nasa, alcançou na terça-feira um novo recorde de velocidade na atmosfera, ao atingir 11.265 km/h, dez vezes a velocidade do som. O protótipo anterior, o X-43, havia quebrado o recorde em março passado, ao atingir 7.700 km/h, ou sete vezes a velocidade do som.O vôo do X-43A, sem nenhum ocupante, foi feito sobre o Pacífico, numa área restrita da Marinha americana. Como no teste anterior, um bombardeiro modificado B-52B transportou o avião de 3,6 metros de comprimento a uma altura de 12 mil metros, onde o X-43A foi liberado. Um foguete convencional carregou o protótipo por alguns segundos, enquanto era acionado o motor da aeronave.As imagens feitas pela Nasa mostraram o avião numa ascensão vertiginosa e, em seguida, fazendo seu vôo em potência máxima a 33.500 metros de altitude. Depois de alguns segundos, o X-43A começou a perder velocidade e altitude, até cair no Pacífico.O X-43A, assim como seu predecessor, é propelido por um motor de hidrogênio conhecido como "traga ar", porque obtém o oxigênio necessário para queimar o combustível do ar da atmosfera, que é comprimido pela velocidade do veículo antes de ser misturado. A tecnologia "scramjet", como é chamada, permite tais vôos sem a necessidade de tanques de oxigênio.O sucesso do teste abre a possibilidade de a tecnologia do X-43A ser usada em foguetes destinados ao lançamento de satélites ou naves espaciais, assim como em aviões militares ou comerciais.O diretor da Nasa, Sean O´Keefe, disse em comunicado que "este vôo é um marco e um importante passo para as futuras possibilidades de produzir impulsores que enviem grandes cargas ao espaço de uma forma confiável, segura e barata".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.