Avião teleguiado da Nasa completa voo de mais de 28 horas

Pela primeira vez, equipamento percorreu o céu acima da latitude de 85 graus, perto do Polo Norte

estadao.com.br

26 Abril 2010 | 16h45

O Global Hawk, um avião teleguiado cedido pelas Forças Armadas americanas para Nasa, completou seu voo mais longo no sábado, dia 24, pousando na Base Aérea de Edwards, na Califórnia, depois de sobrevoar o Ártico por 28 horas e 36 minutos.

 

Câmera de alta definição na barriga do Global Hawk fotografa formação de nuvens. Nasa

 

O aparelho, segundo a agência espacial, fez duas passagens acima dos 85º de latitude norte, a cerca de 500 km do Polo Norte, durante o voo. Essa latitude é a mais elevada já percorrida por um Global Hawk, de uso militar ou científico. O avião atingiu altitudes de mais de 20.000 metros, e seus sensores registraram dados da atmosfera.

 

O Global Hawk, um aparelho de espionagem adaptado para a ciência, cruaz o ar. Nasa

 

Equipado com 11 instrumentos científicos, o Global Hawk havia partido da Base Edwards pouco depois da meia-noite de 23 de abril e pousou às 4h48 da madrugada do dia seguinte. Os administradores da missão esperam realizar mais um voo de longa duração até 1º de maio.

Mais conteúdo sobre:
global hawk nasa atmosfera ártico

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.