Reuters
Reuters

Balão que estudará o campo magnético do Sol parte da Suécia

Em seu primeiro voo de cinco dias, o Sunrise atravessará Noruega e Groenlândia, chegando ao norte do Canadá

EFE,

08 de junho de 2009 | 16h40

O telescópio solar Sunrise foi lançado nesta segunda-feira, 8, a bordo de um balão estratosférico para estudar a estrutura e a dinâmica do campo magnético solar, informou o Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha.

 

video Erupção no Sol causa tempestade na Terra

 

A missão, que partiu do Centro espacial Esrange, perto da cidade sueca de Kiruna, é fruto de uma colaboração entre a Nasa, a agência espacial alemã (DLR) e o Programa Espacial Nacional da Espanha.

Durante cinco dias, o telescópio, de um metro de diâmetro, percorrerá o Ártico, a uma altitude 40 quilômetros acima da superfície terrestre.

 

Dessa posição, observará detalhes de até 35 quilômetros da superfície solar.

 

O cientista Juan Carlos del Toro, pesquisador do Instituto de Astrofísica da Andaluzia e membro da equipe Sunrise, disse que as imagens terão resolução "sem predecentes".

 

Em seu primeiro voo de cinco dias, o Sunrise atravessará a Noruega e a Groenlândia, chegando ao norte do Canadá. Um segundo voo, programado para dezembro deste ano ou janeiro de 2010, completará uma volta ao polo sul, com nove dias  de duração.

 

O objetivo é estudar o campo magnético do Sol, cuja atividade produz grandes explosões capazes de afetar a infraestrutura de telecomunicações e de distribuição de energia da Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.