Baleias tinham filhotes na terra há 48 milhões de anos

Os fósseis de uma fêmea grávida e um macho da mesma espécie foram encontrados no Paquistão em 2000 e 2004

Efe,

03 de fevereiro de 2009 | 21h09

Os fósseis de duas baleias que vivera há quase 48 milhões de anos revelaram que esses mamíferos marinhos tinham seus filhotes em terra, disseram cientistas norte-americanos em um informe divulgado nesta terça-feira, 3, pela revista PLoS.  Os fósseis de uma fêmea grávida e um macho da mesma espécie foram encontrados no Paquistão em 2000 e 2004 por uma equipe de cientistas liderada pelo paleontólogo Philip Gingerich da Universidade de Michigan. Essa foi a primeira descoberta de um esqueleto fetal de uma baleia extinta do grupo conhecido como archaeoceti e o achado representa uma nova espécie denominada Maiacetus inuus, indicou o estudo.  Gingerich disse ter ficado perplexo com o conjunto de ossos que encontrou. "quando vi pela primeira vez os pequenos dentes pensei que se tratava de uma baleia adulta pequena, mas logo continuamos escavando e encontramos costelas que pareciam ser grandes demais para serem do mesmo esqueleto", disse. "Ao final me dei conta de que havíamos encontrado uma fêmea com um feto." O feto estava posicionado para um parto de cabeça, igual ao dos mamíferos terrestres, mas diferente das baleias modernas, o que indica que esses animais tinham seus filhotes em terra, diz o estudo.  Além disso, a dentição desenvolvida do feto sugere que os Maiacetus recém-nascidos se defender sozinhos no começo de suas vidas.  O espécime achado quatro anos depois no mesmo lugar tem as mesmas características da fêmea, mas é um esqueleto incompleto, com 12% do total, e seus dentes são 20% maiores.  Segundo Gingerich, os dentes das baleias são adequados para a captura e ingestão de peixes e provavelmente elas só saíram para o parto e para o acasalamento.  Elas tinham quatro patas modificadas para a natação, embora pudessem sustentar seu peso sobre suas barbatanas e provavelmente conseguiam viajar vários metros em terra.

Tudo o que sabemos sobre:
fósseisbaleias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.