Basílica de Aparecida terá imagem de fundador da Opus Dei

O padre Josemaria Escrivá se tornou santo há seis anos; pedido foi feito pela Opus Dei na vinda de Bento XVI

Simone Menocchi, de O Estado de S. Paulo,

04 de novembro de 2008 | 20h01

Uma imagem do fundador do Opus Dei, São Josemaria Escrivá, vai ser entronizada na Basílica Velha de Aparecida como uma homenagem do Santuário Nacional ao padre que se tornou santo há seis anos. Segundo a assessora de imprensa da Arquidiocese de Aparecida, Andréa Moroni, desde a vinda do papa Bento XVI, no ano passado, esse pedido já havia sido apresentado pelo a direção do Opus Dei. A solicitação foi uma iniciativa do Monsenhor Vicente Ancona Lopez, que é o Vigário Regional a Prelazia do Opus Dei no Brasil.   A missa solene será no sábado, 8, a partir das 11 horas, presidida pelo próprio arcebispo dom Raymundo Damasceno Assis, que também vai benzer a imagem. Por meio de sua assessoria de imprensa, ele não comentou sobre o assunto, mas observou que o motivo principal é lembrar que em 1974, um ano antes de morrer, São Josemaria esteve em São Paulo e fez uma peregrinação a Aparecida, em 28 de maio, quando rezou um terço do na Basílica Velha, também chamada de Catedral Basílica.   A imagem vem da Espanha, onde o Opus Dei foi fundado em Madri, no dia 2 de outubro de 1928. De autoria da escultora Diana García Roy, a obra tem 1,5 metro e mostra o padre paramentado, de mãos postas, feita em resina de epóxi, com acabamento em pedras artificiais. No Brasil, há imagens do santo em uma paróquia do Ipiranga, em São Paulo, mas não é comum. São Josémaria Escrivã morreu em 1975 e foi canonizado em 6 de outubro de 2002 pelo Papa João II. A mensagem deixada por ele é que todos os cristãos podem atingir a santidade mediante o cumprimento esforçado de todos os seus deveres, orientando para Deus e para o serviço do próximo a conduta e afazeres de cada dia.   A construção da Basílica Velha teve início em 1.845 e foi finalizada em 1.888. Atualmente passa por restauração e no local só existe a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Nem mesmo o primeiro santo brasileiro, Antonio de Sant'Ana Galvão - o Freio Galvão - teve a mesma honra do santo espanhol. São Josemaria ficará num nicho dentro de uma das capelas, onde ficará permanentemente após a entronização. Ele nasceu em Barbastro (Huesca, Espanha), em 9 de janeiro de 1902 e foi educado sob uma profunda educação cristã por parte dos pais, José e Dolores.   Opus Dei é uma instituição da Igreja Católica, chamada uma Prelazia pessoal, com a finalidade contribuir para a missão evangelizadora e difundir a chamada missão universal à santidade. Assim, seguindo a máxima do seu fundador, a mensagem específica é que todos são chamados a ser santos no mundo, através do trabalho profissional. "Seguimos o que a Igreja Católica diz, oferecendo pequenos sacrifícios a Deus, tudo dentro da idéia da possibilidade de se santificar", explica Nicolau Cavalcanti, que trabalha na instituição em São Paulo.   Atualmente, o Opus Dei conta, no Brasil, com 1.700 fiéis, entre eles 40 sacerdotes aceitos na própria Prelazia do Opus Dei e outros 20 em diversas dioceses. A oração e penitencias são as principais condutas dos seguidores do Opus Dei, por considerá-las próprias do espírito cristão. Os fiéis da Prelazia assistem diariamente à Santa Missa, se dedicam à leitura do Evangelho, fomentam a devoção à Virgem Maria e aproximam-se com freqüência do sacramento da confissão. Eles também são adeptos do jejum e da esmola.

Tudo o que sabemos sobre:
religião Opus Dei

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.