Bateria gera eletricidade a partir de urina

Cientistas de Cingapura criaram uma bateria que gera eletricidade a partir da urina e pode ser usada em equipamentos para detectar certas doenças, como o diabetes, informa a revista Micromechanics and Microengineering.Há vários anos, a ciência médica vem tentando criar biochips de baixo custo de fabricação para detectar doenças e fornecer resultados instantâneos, mas até agora havia sido impossível resolver a necessidade de uma fonte de energia barata e pequena.Ki BangLee e outros cientistas do Instituto de Bioengenharia e Nanotecnologia de Cingapura anunciaram que desenvolveram uma bateria de papel pequena, fácil de fabricar e que utiliza como fonte de energia a mesma urina que é objeto de sua análise.Além de revelar a presença do diabetes, o exame da urina determina uma série de doenças e infecções, além das funções renais e hepáticas, e da gravidez."O objetivo é desenvolver biochips que sejam descartáveis e do tamanho de um cartão de crédito. A bateria pode ser integrada a estes aparelhos e receberia eletricidade em seu contato com fluidos, como a urina", disse Lee.O cientista informou que sua bateria gerou uma energia de 1,5 volt com 0,2 mililitro de urina.

Agencia Estado,

16 de agosto de 2005 | 08h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.