Bento XVI pede que hispânicos dos EUA superem 'pessimismo'

Papa afirma que é preciso superar mundo de divisões e enfrentamentos; parte da missa é feita em espanhol

Agência Estado e Associated Press,

17 de abril de 2008 | 13h38

O papa Bento XVI pediu nesta quinta-feira, 17, aos hispânicos que vivem nos Estados Unidos que "não se deixem vencer pelo pessimismo". O religioso afirmou que é preciso seguir firme na fé para superar "um mundo muitas vezes marcado por divisões e enfrentamentos".   Veja também: 'Não há palavras' para descrever a dor do abuso sexual, diz papa   "A igreja nos Estados Unidos, acolhendo em seu seio tantos de seus filhos imigrantes, cresceu graças também à vitalidade da fé dos fiéis de língua espanhola", afirmou. O pontífice falou em espanhol em parte da sua primeira missa pública na visita que faz aos EUA. A cerimônia ocorreu no estádio de beisebol recém-inaugurado dos Nationals. Havia 45 mil pessoas presentes. Segundo os organizadores, a procura por entradas era maior que o dobro da capacidade do local.   O religioso elogiou os Estados Unidos como terra de oportunidades e de esperança. Porém ele lamentou que a promessa da nação não tenha sido cumprida por completo para índios e negros. No momento em que falou em espanhol, Bento XVI não tratou diretamente dos milhões de ilegais que vivem no país. Ao dirigir-se aos hispânicos, pediu que eles sejam "semeadores da esperança".   Na parte falada em inglês, Bento XVI fez referência pelo terceiro dia consecutivo aos problemas da igreja católica do país, que tem 65 milhões de católicos. "Nenhuma palavra minha poderia descrever a dor e o dano afligido por esses abusos", disse o papa, referindo-se aos escândalos de abuso sexual envolvendo alguns padres. A Igreja Católica já gastou algo como US$ 2 bilhões (R$ 3,3 bilhões) em gastos e indenizações judiciais envolvendo esses casos nos EUA. Bento XVI pediu reconciliação e ajuda para as vítimas. Na véspera, em reunião com os bispos, qualificou os casos como "uma profunda vergonha".

Tudo o que sabemos sobre:
EUABento XVI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.