Bíblia continua inédita em 4.500 idiomas, diz Vaticano

Segundo a Federação Bíblica Católica, o livro também não está chegando a todos os católicos

Ansa,

14 de outubro de 2008 | 14h14

Embora continue sendo o livro mais difundido no mundo, a Bíblia ainda não foi traduzida para 4.500 línguas faladas atualmente, informou a Federação Bíblica Católica.   O presidente da federação, monsenhor Vincenzo Paglia, comentou o fato ao apresentar hoje à imprensa a "Pesquisa internacional sobre a leitura da Bíblia, em perspectiva ecumênica", um estudo sobre a leitura e a compreensão do "livro dos livros".   Segundo Pablia, atualmente, a Bíblia está traduzida parcialmente em 2.454 línguas, mas completamente apenas em 438.   Outro dado apontado pelo prelado se refere ao baixo número de exemplares entregues aos católicos. Em 2006, as Sociedades Bíblicas distribuíram 26 milhões de exemplares, o que significa que apenas "1% ou 2% dos dois bilhões de cristãos" os receberam.

Tudo o que sabemos sobre:
bíbliacatolicismovaticano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.