Biopirataria é nova forma de colonização, ecologista

De passagem por Brasília, a física e ativista indiana Vandana Shiva reafirmou nesta sexta-feira que a biopirataria é a nova forma de colonização, no mundo moderno. Os novos colonizadores retiram plantas e conhecimentos de comunidades tradicionais e lucram com produtos desenvolvidos a partir do patrimônio alheio. ?A biopriataria é uma ameaça à vida.?A especialista em biopirataria esteve à tarde com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e defendeu uma revisão da propriedade intelectual para impedir a pirataria de conhecimentos indígenas e de recursos naturais.Ela também criticou os Estados Unidos por terem patenteado o vírus da Sars. Segundo ela, a ?patente? garante a poucas companhias a exclusividade do diagnóstico e da produção de remédios para tratar a pneumonia asiática.Repete-se assim o ?monopólio? que se instalou na área de transgênicos, em que, ressalta a indiana, apenas cinco empresas podem vender sementes. ?É a maneira certa de causar fome e espalhar doença?, concluiu. Na conversa com a ministra, Vandana soube que, excepcionalmente, o Brasil autorizou a venda da soja transgênica desta safra. ?Meu sonho para o Brasil é que o País continue livre dos organismos geneticamente modificados (OGM)?, afirmou Vandana.A indiana relatou à ministra o fracasso da cultura de algodão transgênico em seu país. A Índia proibiu o cultivo de qualquer espécie de OGM depois que agricultores de quatro Estados não tiveram o esperado lucro e produtividade. Vandana disse que a Monsanto teria prometido aos agricultores uma produção de 1.500 quilos de algodão por hectare, mas não passou de 200 quilos.E, ao invés do prometido lucro, os agricultores tiveram prejuízos. Ela está convencida de que os produtores que alardeiam sucesso na produção de transgênicos são ?pagos para isso?. Vestida com o sari, traje indiano, Vandana ainda comentou que o mundo todo está de olho no governo Luiz Inácio Lula da Silva, pela proposta de trabalhar em ?prol do povo?, defender o desenvolvimento sustentável e a segurança alimentar.

Agencia Estado,

23 de maio de 2003 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.