Bombas de sucção captam água para população de Uberaba

A equipe técnica que trabalha na recuperação dos danos ambientais provocados pelo descarrilamento de um trem da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) em Uberaba (MG) decidiu hoje instalar bombas de sucção para captar a água do córrego Lajeado, levá-la até o sistema de tratamento do Centro de Desenvolvimento e Abastecimento de Uberaba (Codau) e depois distribuí-la à população da cidade.O acidente, ocorrido na madrugada da última terça-feira, provocou o derramamento de produtos químicos no rio Uberaba, interrompendo o abastecimento de água no município do Triângulo Mineiro. Segundo o secretário de Meio Ambiente de Uberaba, Carlos Nogueira, as bombas seriam instaladas hoje e a sucção da água do córrego - distante quatro quilômetros do sistema de tratamento da Codau - deverá se iniciar amanhã."Isso vai nos fornecer 30% da água que nós consumimos normalmente", disse o secretário. Há cinco dias, a população de Uberaba, cerca de 250 mil habitantes, continua sem água. A princípio, os técnicos pensavam em construir um canal para desviar a água do córrego para o sistema de captação da Codau, mas a idéia foi abandonada. A obra demoraria pelo menos quatro dias para ficar pronta. A intenção é continuar distribuindo a água por meio de caminhões-pipa.Hoje, segundo Nogueira, 76 veículos contratados pela empresa faziam a distribuição na cidade e a previsão é que esse número chegaria a 250 veículos até o final da noite. O secretário, porém, admitiu que o serviço não é capaz de atender à demanda da cidade. "Você atender mais de 250 mil pessoas é uma coisa complexa, depende muito da paciência da população."Diante da situação, a Prefeitura de Uberaba decidiu suspender as aulas na rede municipal de ensino e, de acordo com Nogueira, não há previsão de quando elas serão reiniciadas. Um dia após o acidente, o município decretou estado de calamidade pública. O secretário municipal de Meio Ambiente disse que o resultado das amostras da água do rio Uberaba, enviadas para análise em Belo Horizonte, Uberlândia e Rio de Janeiro, deverá ser divulgado amanhã.

Agencia Estado,

13 de junho de 2003 | 19h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.