Brasil amplia projetos espaciais com a Argentina

O projeto entre Brasil e Argentina para desenvolvimento do Satélite Argentino-Brasileiro de Informações sobre Alimentos, Água e Ambiente (Sabia3) deverá avançar nos próximos meses. As discussões foram retomadas há pouco mais de um ano e as perspectivas são otimistas, segundo o assessor de Cooperação Internacional da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Campelo. O grupo técnico ligado ao projeto, acrescentou, deverá finalizar em 30 dias um documento a ser entregue a autoridades da área espacial.Além do projeto Sabia3, foram acertadas outras questões relativas à cooperação bilateral na reunião entre representantes governamentais ligados à área espacial ocorrida nessa semana em Buenos Aires. Houve entendimento preliminar para a realização de testes dos satélites argentinos SAC-C e Saocom nas instalações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e ficou decidido o intercâmbio de imagens para fins científicos entre o Cbers-2, brasileiro, e o SAC-C, argentino.Dentre as próximas ações está previsto ainda o lançamento de experimentos científicos argentinos no foguete de sondagem VS-30, desenvolvido pelo Centro Técnico Espacial (CTA), mesmo veículo disponibilizado às universidades e instituições de pesquisa brasileiras para envio de material em gravidade zero. "A carga-útil deve ficar pronta em alguns meses, para que o lançamento seja feito no próximo ano. O VS-30 também levará estudos brasileiros", informou o assessor. As informações são da Agência Brasil.

Agencia Estado,

07 de agosto de 2004 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.