Brasil fica fora de vôos espaciais até 2005

O administrador da Nasa, Sean O´Keefe, prevê para março de 2005 a retomada dos vôos para construção da Estação Espacial Internacional (ISS), na qual o Brasil tem participação. Até lá, portanto, não há perspectiva de o País integrar um vôo espacial, já previsto na parceria entre o governo brasileiro e a agência espacial norteamericana. O astronauta Marcos Pontes está sendo preparado para a missão.Os vôos espaciais estão suspensos desde a tragédia com o Columbia, em fevereiro do ano passado. O´Keefe, que visitou na segunda-feira o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) para discutir as parcerias entre Brasil e Estados Unidos, disse que "na área espacial, a linha que separa o triunfo da tragédia é muito tênue", mas que é preciso tentar prever as variáveis que podem ocorrer ao longo dela. "A margem de risco é extremamente estreita", completou.Após o acidente com o Columbia, no qual morreram sete astronautas, a Nasa passa por mudanças e adequações para reforçar a segurança das missões espaciais. No Brasil, o relatório da investigação sobre a explosão em Alcântara, na qual morreram 21 técnicos, é aguardado para os próximos dias.

Agencia Estado,

02 de março de 2004 | 10h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.