Brasileira recebe prêmio por pesquisa com <i>Trypanosoma</i>

A brasileira Lucia Mendonça Previato está entre as cinco cientistas de todo o mundo ganhadoras do prêmio Prêmio L?Oreal-Unesco para Mulheres na Ciência. Ela e sua equipe decifraram o mecanismo da interação entre o Trypanosoma cruzi, protozoário causador do mal de Chagas, e as células hospedeiras humanas.Professora do Instituto de Biofísica da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadora da área de ciências biológicas e biomédicas da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), Lucia receberá o prêmio de US$ 100 mil no próximo dia 8, Dia Internacional da Mulher, segundo a Agência Fapesp.O prêmio é entregue a cinco mulheres cientistas, uma de cada continente, e está na sexta edição. Neste ano, a premiação destina-se a trabalhos inovadores em Ciências da Vida.Em 2001, a geneticista Mayana Zatz, coordenadora do Centro de Estudos do Genoma Humana e pesquisadora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), foi a primeira brasileira a receber o Prêmio L?Oreal-Unesco, uma parceria da fabricante francesa de cosméticos com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Agencia Estado,

26 de fevereiro de 2004 | 12h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.