Brasileiro é nomeado para o Whitley Laing Award

O pesquisador brasileiro Laury Cullen Jr., do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), de São Paulo, está entre os finalistas do Whitley Laing Award, um dos prêmios internacionais de conservação mais conceituados. Criado pelos milionários ingleses Edward Whitley, escritor de biografias best-sellers, e John Laing, empresário de estradas de ferro, o prêmio reconhece os conservacionistas que melhor conciliam a preservação ambiental com a pesquisa biológica e projetos sustentáveis de desenvolvimento. Cullen Jr. trabalha no Pontal do Paranapanema, no oeste paulista, com diversos projetos inovadores, envolvendo as espécies protegidas no Parque Estadual do Morro do Diabo e os assentamentos e fazendas ao seu redor. Ele coordena, por exemplo, o projeto Detetives Ecológicos, que rastreia onças e antas para determinar os melhores locais para os corredores de fauna. Também faz treinamento dos assentados para instalação de pequenos bosques dentro das glebas (Projeto Bosques Trampolim) e com todos os vizinhos do parque, para aumentar as áreas de mata em torno dos limites da unidade de conservação (Projeto Abraço Verde).O anúncio dos ganhadores será feito no próximo dia 14 de março, na Royal Geographical Society, em Londres, na Inglaterra, pela Princesa Anne. Cullen Jr. já receberá 5 mi libras por estar entre os finalistas e pode ficar entre os 4 felizardos, que ganharão 25 mil ou ser o grande vencedor, que vai ficar com o Whitley Gold Award, no valor de 50 mil libras. Os outros finalistas são conservacionistas da Guatemala (Carlos Soza e Laura Calvo), Ilhas Maurício (John Mauremootoo), Cuba (Lourdes Mugica) e Sri Lanka (Kanchana Weerakoon Ranasinghe). A Fundação Whitley Laing ainda vai dar prêmios de continuidade a 5 grandes vencedores de anos anteriores, cada um no valor de 20 mil libras. Entre eles, está Cláudio Pádua, fundador do IPÊ, que recebeu o Whitley Gold Award em 1997. O dinheiro foi investido no fortalecimento institucional da entidade e em despesas com professores do seu Centro de Treinamento, em Nazaré Paulista. Pádua será o porta voz dos premiados, discursando antes da princesa.

Agencia Estado,

05 de março de 2002 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.