Brasileiros descobrem fóssil de crocodilo de 62 milhões de anos

Os restos do animal foi encontrado em Poty por pesquisadores da Universidade Federal do Pernambuco

Pedro Fonseca e Andrei Khalip, da Reuters,

26 de março de 2008 | 15h34

Uma nova espécie de crocodilo marinho, possivelmente um dos maiores predadores dos mares há 62 milhões de anos, foi apresentada nesta quarta-feira, 26, por paleontólogos brasileiros do Museu Nacional do Rio de Janeiro.     Veja também: Fóssil de maxilar é o resto mais antigo de hominídeo europeuOs fósseis do "Guarinisuchus munizi", da espécie dos crocodiloformes, foram encontrados em uma mina de calcário em Poty, a 30 quilômetros de Recife, por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco. Os crocodiloformes foram os maiores predadores dos mares depois da grande extinção de dinossauros ocorrida há 65 milhões de anos. Antes deles, um outro grupo de répteis, chamados mosassauros, era o dominador dos mares. "Com base nessa descoberta, sabemos o que aconteceu próximo à costa brasileira. Agora a questão é se o mesmo aconteceu em outras partes do mundo. Acreditamos que sim", disse o pesquisador Alexander Kellner, do Museu Nacional. A descoberta foi publicada na revista científica Proceedings of the Royal Society B. A forma como o fóssil foi descoberto, com mandíbula, crânio e vértebras, foi a mais completa deste grupo já ocorrida na América do Sul, disseram os paleontólogos. O animal, chamado de "Guerreiro dos Mares", faz parte do grupo que viveu durante o Paleoceno e resistiu ao fenômeno que extinguiu os grandes dinossauros do planeta, segundo os pesquisadores. O nome Guarinisuchus foi inspirado no idioma tupi e significa guerreiro. "Um dos motivos para chamarmos de guerreiro é porque ele sobreviveu ao fenômeno que gerou a extinção dos dinossauros... e eles foram predadores dominantes apesar de serem relativamente pequenos, com 3 metros de comprimento", afirmou Kellner. "Mas sabemos que nem sempre o tamanho é importante, basta ver as piranhas." Segundo o estudo dos pesquisadores, os crocodiloformes marinhos surgiram na África, migraram para a América do Sul, especialmente a Região Nordeste do Brasil, e depois partiram para a América do Norte. A nova espécie descoberta foi batizada inspirada na língua tupi e significa guerreiro.

Tudo o que sabemos sobre:
FóssilcrocodiloUFRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.