Briga de casal faz mal à saúde, revela estudo

A tristeza e a mágoa causadas por uma briga de casal fazem mal ao corpo - e não apenas aos sentimentos -, segundo comprovaram pesquisadores da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos.Em testes com 42 casais, eles constataram que uma discussão mais áspera fez cair a taxa da proteína Interleukin-6 (IL-6) no sangue, fundamental no reparo de ferimentos, por exemplo. O tempo necessário para a recuperação de ferimentos ficou maior.No experimento, todos os participantes tiveram uma pequena bolha produzida na pele, com uma bomba de sucção, e os pesquisadores monitoraram o tempo de recuperação da região afetada. Os casais foram induzidos a discutir assuntos de sua vida em comum.Parte deles foi convidada a conversar sobre coisas positivas dos parceiros e a outra parte teve de tratar de características dos parceiros que tornavam suas vidas mais difíceis. Amostras de sangue foram coletadas até quatro horas após as conversas.Nos casais que tiveram discussões menos agradáveis, a presença da IL-6 foi consideravelmente menor do que nos demais.Quanto às bolhas, estes casais tiveram uma recuperação média 40% mais lenta que a dos casais que trataram de assuntos positivos, segundo Janice Kiecolt-Glaser, do Instituto de Pesquisas de Medicina Comportamental.Ela disse ao jornal The Globe and Mail que o processo é semelhante ao impacto do estresse sobre a saúde física das pessoas.

Agencia Estado,

06 de dezembro de 2005 | 12h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.