Britânicas usam hipnose para evitar dor no parto

Mulheres prestes a dar à luz estão recorrendo à hipnose, na Grã-Bretanha, para ter um parto menos doloroso.O Hipnonascimento - como vem sendo chamada a técnica - é baseado na crença de que a dor e o desconforto que acompanham a mãe na hora de dar à luz não são naturais.As mulheres estão aprendendo a se hipnotizar, além de técnicas de relaxamento e respiração para ajudar na hora do parto.Em 2001, um estudo mostrou que cerca de 80% das grávidas britânicas dão à luz de forma natural, em geral com a assistência de parteiras. No Brasil, este número era de pouco mais de 60% em 1999, segundo dados do Sistema de Informações dos Nascidos Vivos (Sinasc).A Organização Mundial da Saúde recomenda que a taxa de cesarianas não seja maior do que 15% em nenhum país.Na Escócia, foi criado um curso de técnicas de Hipnonascimento para as parteiras, que poderão ensiná-las às jovens mães."Muitas mulheres têm medo de parto natural", diz Renee Buchanan, a hipnoterapeuta que vai dar o curso na Escócia em setembro."Elas ouvem histórias de partos dramáticos e dolorosos. Isso causa tensão que se transforma em dor e não permite que o parto ocorra da maneira como deveria", completa."O Hipnonascimento não garante um parto sem dor, mas argumenta que ele pode ser muito mais confortável."O curso será uma extensão no treinamento das parteiras. "Se trata de trazer bebês ao mundo de uma maneira mais calma e pacífica. A mãe é treinada para se envolver com os movimentos do bebê e trabalhar em harmonia com o corpo", diz Buchanan.O Hipnonascimento foi desenvolvido nos Estados Unidos há 15 anos e é baseado no trabalho do obstetra inglês Grantly Dick-Read.Ele percebeu que mulheres que estavam calmas e tinham expectativas positivas em relação ao parto sentiam menos dor do que as que estavam com medo.

Agencia Estado,

02 de junho de 2005 | 14h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.