Britânico afirma ter se curado de aids espontaneamente

Um britânico de 24 anos diz ter se transformado no primeiro doente de aids do mundo a se curar espontaneamente do vírus, asseguram hoje dois jornais de Londres. O resultado do exame de Andrew Stimpson, residente em Londres, deu negativo para aids em outubro de 2003, um ano depois de os médicos diagnosticarem nele o vírus da doença, segundo News of the World e o Mail on Sunday.Os médicos fizeram o teste duas vezes porque não acreditaram que os resultados estavam dando negativo, mas realmente não conseguiram encontrar o vírus nos exames de sangue, contou Stimpson, que é homossexual e que disse ter contraído a doença de seu namorado Juan, que é soropositivo. De acordo com o News of the World, os especialistas classificam o caso do jovem como "incrível" do ponto de vista médico.Stimpson se oferecerá para fazer novos testes para tentar estabelecer o segredo de sua aparente cura sem precedentes. O jovem disse aos jornais britânicos que enquanto há 34,9 milhões de pessoas no mundo todo com HIV, ele foi o único que conseguiu "controlá-lo, sobreviver e tirá-lo do corpo". "Para mim isto é incrível, é um milagre. Acho que sou uma das pessoas vivas com mais sorte no mundo", acrescentou.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2005 | 10h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.