Britânicos inventam o chiclete que não gruda

Cientistas da Universidade de Bristol (Inglaterra) inventaram um chiclete que não gruda e que faria as autoridades economizarem centenas de milhares de libras em limpeza.O segredo está em um novo polímero chamado "revolímero", criado por uma equipe desse centro dirigido por Terry Cosgrove, professor de Química Física.Embora não tenham querido revelar a receita, disseram que se trata da combinação de dois polímeros, um que repele a água e outro que a atrai. O resultado é um chiclete que não cola, mas que está ainda em experimentação."Temos a base do chiclete sem sabores e sem outros ingredientes. É como um chiclete mastigado durante muito tempo", explica hoje ao The Times o professor, a quem lhe surgiu a idéia após ver bancos cheios de chicletes grudados."Normalmente, as pessoas não se dão conta até um grudar na sola do sapato, mas, uma vez que começa a procurá-los, encontra por todas as partes."O chiclete normal repele a água, por isso é preciso tirá-lo com mangueiras de vapor em alta pressão.A invenção ganhou na quinta-feira o prêmio Novo Projeto da Universidade de Bristol, de 30 mil libras esterlinas (49.200 euros), com as quais o cientista poderá levar adiante a pesquisa.O sucesso chegará quando conseguirem que o novo chiclete tenha sabor e seja igual ao antigo. Além disso, Cosgrove garante que o novo polímero também poderia ser usado para limpar pichações ou em hospitais, para evitar que as bactérias adiram às luvas.Em fevereiro, a prefeitura de Liverpool sediou uma "cúpula do chiclete" para pedir um imposto especial sobre este produto, que ajudaria a pagar os cerca de 220 milhões de euros anuais de limpeza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.