Britânicos testam novo medicamento contra asma

Pesquisadores britânicos da Universidade de Manchester começaram a fazer testes clínicos de um novo remédio para o tratamento da asma causada por pequenos esporos de fungos microscópicos. Eles acham que os casos graves de asma se devem geralmente a uma reação alérgica a diferentes modelos de fungos que circulam pelo ar.Esses fungos superam em número os grãos de pólen em uma proporção de mila um. Embora a maioria das pessoas não manifeste qualquer reação adversa, quando alguns asmáticos inalam os esporos, suas vias respiratórias se contraem.Os cientistas de Manchester começaram a testar em cerca de cem asmáticos um antibiótico chamado itraconazole, capaz de eliminar os fungos inalados e evitar novos ataques.O antibiótico não é uma panacéia para os asmáticos porque só os fungos provocam os casos mais graves da doença. No entanto, se o teste for bem-sucedido, a equipe de cientistas britânicos acha que conseguirá reduzir a atual dependência de muitos asmáticos das bombinhas e o número de casos que exijam hospitalização.No Reino Unido, os casos de asma grave em adultos representam entre 10% e 20% do total de 5 milhões de asmáticos do país. Os exames dermatológicos feitos nesses doentes indicam que até 70% são alérgicos a alguns desses fungos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.