Bush vai tornar mais fácil cortar florestas

O governo Bush decidiu ignorar os protestos dos ambientalistas e está levando em frente um plano que dará aos proprietários de áreas cobertas por florestas mais facilidade para obter aprovações para o corte de árvores e o desenvolvimento de atividades comerciais - tudo isso com menor controle ambiental.As novas regras entrarão em vigor no próximo outono do hemisfério norte. Mas antes disso, serão submetidas ainda à uma última revisão pelo Departamento de Administração e Orçamento da Casa Branca. As novas regras suplantarão o Ato Nacional de Manejo Florestal, de 1976, que define as regras básicas sobre o manejo das 155 florestas nacionais e que protege a vida selvagem no país. A Associated Press obteve um esboço do documento que será avaliado por Washington.Ambientalistas acusam o governo americano de tentar aumentar o corte das florestas americanas enquanto enfraquece as leis que protegem as espécies em perigo e ameaçadas. As novas regras deverão manter intactas algumas das mais controversas propostas contidas num relatório preliminar divulgado em novembro.Se as linhas gerais do esboço do documento forem mantidas, o projeto final dará aos administradores regionais do Serviço Florestal mais autonomia para liberar o desmatamento de áreas, prospecções geológicas e mineração sem a necessidade de promoverem levantamentos científicos formais, conhecidos como relatórios de impacto ambiental.

Agencia Estado,

09 de setembro de 2003 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.