Cães podem sentir ressentimento e inveja, revela estudo

Aminal que vê apenas o outro ser recompensado, depois de ambos terem feito tarefa, mostra desagrado

da Redação,

08 de dezembro de 2008 | 14h41

Cães podem sentir uma forma de inveja e ressentimento, mostra um estudo. Diversos experimentos já haviam revelado que macacos são capazes de mostrar desagrado quando um parceiro recebe uma recompensa maior por tarefa igual. Primatas já reagiram à percepção  de injustiça realizando greves, recusando-se a colaborar com os cientistas ou jogando a recompensa inferior fora.   Agora, uma nova pesquisa revela que cães também são capazes de se sentir ofendidos e demonstrar isso, ainda que de forma mais contida que os símios, informa o cientista Friederike Range, da Universidade de Viena, e colegas.   Os pesquisadores realizaram experimentos com duplas de cães domésticos, acompanhados dos donos. Enquanto os cães participantes sentavam-se lado a lado, com os donos atrás, cada animal recebeu a ordem de pôr a pata na mão do cientista e, ao obedecer, ganhou um pedaço de salsicha ou de pão.   O experimento foi repetido sob diversas condições, e permitiu concluir que os cães reagem de modo diferente a uma distribuição injusta, que ocorre quando um deles é premiado por obedecer, mas o outro, não.   O ressentimento foi medido com base no número de ordens necessário para levar o animal a obedecer, ou o número de vezes que o animal executaria a tarefa "de graça", antes de "entrar em greve".   Os cães não pareceram se importar com o tipo exato de recompensa recebida, ou se o parceiro executava a tarefa antes de ser recompensado. Os autores do estudo especulam que esse ressentimento canino pode ser o precursor da emoção mais sofisticada - e violenta - dos primatas.

Tudo o que sabemos sobre:
cãescomportamentoinveja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.