Caminhada espacial instala observatório solar na ISS

Atlantis deve voltar à Terra na segunda-feira, quando a Nasa começa a preprarar o próximo vôo do Endeavour

Carlos Orsi, do estadao.com.br, com AP,

15 de fevereiro de 2008 | 11h36

Os astronautas Rex Walheim e Stanley Love iniciaram uma caminhada espacial às 11h07 (hora de Brasília)  para instalar equipamentos no lado de fora do laboratório Columbus, a mais nova adição à Estação Espacial Internacional (ISS). O primeiro, chamado "Solar", é um observatório que vai monitorar as condições do Sol por dois anos. O segundo carrega nove experimentos que envolvem exposição direta ao vácuo do espaço.   Com a instalação completa do Columbus, a ISS agora tem espaço interno equivalente ao de um grande avião de passageiros, disse o astronauta Daniel Tani. "Eu diria que é do tamanho... talvez de um 767, da primeira classe e até os banheiros", afirmou. "Leva uns bons 20 segundos para flutuar de uma ponta a outra da estação, agora".   Tani está morando na ISS desde outubro, e voltará à Terra junto com a tripulação do ônibus espacial Atlantis. A partida está prevista para a próxima segunda-feira.   No mesmo dia em que o Atlantis deve voltar à Terra,  a Nasa pretende levar o ônibus espacial Endeavour para a base de lançamento. O Endeavour está com decolagem marcada para 11 de março. Outro ônibus espacial, o Discovery, tem lançamento previsto para 24 de abril. Se esse cronograma for mantido, a Nasa terá realizado um lançamento ao mês ao longo de três meses. Novos lançamentos estão previstos para agosto, outubro e dezembro.    Em 2007, bem como em 2006, foram realizadas apenas três missões no ano inteiro.   As missões de março e abril deverão levar ao espaço módulos que farão parte do laboratório japonês Kibo. Ainda maior que o europeu Columbus, o Kibo contará com seu próprio braço robótico. O astronauta japonês Takao Doi faz parte da tripulação do Endeavour.   A Nasa trabalha sob um cronograma apertado para cumprir seus compromissos com os parceiros internacionais da ISS, já que a frota de ônibus espaciais - necessária para transportar novos módulos e seções até a estação - será aposentada em 2010, segundo ordem do presidente George W. Bush.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.