Cargueiro Julio Verne termina com sucesso missão na ISS

Nave se desintegrou ao entrar na atmosfera terrestre a 120 quilômetros de altitude às 10h31

Efe

29 de setembro de 2008 | 18h14

O cargueiro espacial europeu Julio Verne terminou nesta segunda-feira, 29, "com sucesso" sua missão de abastecimento da Estação Espacial Internacional (ISS) após se desintegrar ao entrar na atmosfera terrestre. Julio Verne entrou na atmosfera a 120 quilômetros de altitude às 10h31 (Brasília) acima de uma zona totalmente desértica no Pacífico Sul e se desfez a 75 quilômetros de altura, explicou a Agência Espacial Européia (ESA, na sigla em inglês). Os fragmentos da nave de carga caíram no oceano Pacífico 12 minutos mais tarde, explicou a ESA em comunicado. O veículo havia sido lançado em 9 de março pelo foguete europeu Ariane-5 e levava seis toneladas de mantimentos, roupas, peças de reposição e material para a ISS, onde permaneceu durante cinco meses. A última parte da missão de Julio Verne antes de se separar da ISS, foi levar 2,5 toneladas de resíduos que havia em seu interior. "Esta missão constitui um novo avanço excepcional em um ano rico em eventos para os programas dos vôos tripulados da ESA", destacou a diretora de missões da agência Simonetta Di Pippo. "A Europa deu um novo passo no desenvolvimento de uma capacidade que lhe permitirá pôr em órbita carga e astronautas e voltar para a Terra, e que contribuirá para definir o futuro dos vôos espaciais tripulados, desde a ISS até as futuras atividades de prospecção", comentou. O sucessor de Julio Verne está sendo fabricado atualmente na fábrica da EADS Astrium em Bremen, na Alemanha.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçoESAciênciaJulio Verne

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.