Carne de clones é igual a produto natural, afirma estudo

A carne e o leite dos clones bovinos são similares aos dos animais nascidos de maneira natural, segundo a primeira análise feita em larga escala, nos Estados Unidos, sobre os valores nutricionais destes alimentos.O estudo, conduzido pela Universidade de Connecticut e publicado nos anais da Academia de Ciências dos Estados Unidos, defende que não haveria riscos no caso de consumo humano."Concluímos que não há diferenças notáveis", afirmou o biólogo Xiangzhong Yang, que liderou o estudo de comparação. "Todos os parâmetros examinados nesta investigação se situam na margem normal das carnes e produtos lácteos bovinos autorizados atualmente para consumo humano."A FDA, agência governamental dos EUA que controla a liberação de alimentos e medicamentos, mantém a proibição à comercialização e consumo de produtos derivados de clones. Segundo a agência, está para ser publicado o resultado de um estudo próprio que indicará se estes derivados são ou não seguros.Em 2003, a FDA manifestou publicamente preocupação quanto aos possíveis riscos que estes produtos possam trazer. Em 2002, a Academia de Ciências advertiu que derivados de clones podem ameaçar a saúde das pessoas e recomendou a realização de estudos sobre o tema.

Agencia Estado,

12 de abril de 2005 | 10h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.