Cassini envia imagens de gêiseres de lua de Santurno

O satélite inclui-se entre os poucos aparentes condições de abrigar alguma forma de vida extraterrestre

AE-AP

13 de março de 2008 | 15h00

Cientistas começaram a receber nesta quarta-feira, 13, informações dos gêiseres de Encélado, um satélite natural de Saturno, enviadas pela sonda espacial Cassini. A sonda encontrava-se a 193 quilômetros da superfície de Encélado quando passou pela região de gêiseres (nascentes que, periodicamente, lançam colunas de vapor ou líquido para o ar) com a missão de determinar sua composição química. Todd Barber, engenheiro de propulsão da Nasa encarregado do projeto, disse que o sinal da Cassini foi recebido no primeiro minuto desta quarta-feira, 13, pela hora de Brasília. Em 2005, a Cassini enviou imagens de erupções de partículas de gelo e vapor d'água no pólo sul de Encélado. Desde então, o satélite inclui-se entre os poucos conhecidos com aparentes condições de abrigar alguma forma de vida extraterrestre. Encélado deve seu nome a um titã da mitologia grega derrotado em uma batalha e sepultado sob o vulcão Etna pela deusa Atena.

Tudo o que sabemos sobre:
Saturnosonda espacial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.